Sobre o conteúdo do meu Moleskine

Aqui tem de tudo, é um moleskine mesmo. A diferença é que ele vai no meu bolso e no seu também, pois você pode comentar à vontade.


Obrigado pela visita e um abraço!



Os bons tempos...

Ai que saudade das entortadas! A gente via os pilotos "brigando" com o volante e dominando os carros na pista. Sim, dava tempo de ver, os carros eram mais lentos e nem por isso menos empolgantes. Sei lá, eu gostava mais quando as reações do carro eram mais visíveis, os bólidos entravam nas curvas mais atravessados, os pilotos arriscavam mais... Hoje em dia, ou o carro está "no trilho" ou está rodando de vez, é difícil uma entortada bonita. Quando acontece, vai um pneu pro saco ou o piloto perdeu a corrida porque jogou fora décimos de segundo preciosos. Agora me diga: perdeu ou não perdeu boa parte de graça?






Eu não sei mais a origem dessas fotos, estão salvas no meu micro há um tempão. As legendas dizem o seguinte: 1ª foto "Sidnei Alves"; 2ª foto Paulão (Gomes) e Alencar Jr. - acervo de Alfredo Britto.

6 comentários:

  1. Observar aqueles pilotos era ter uma aula de como se portar em situações de emergência!

    ResponderExcluir
  2. Bonitas demais. E pensar que são dessa categoria hoje global e sem graça, a Stock Cars. Ano 1979, prova do primeiro semestre no Rio, o que quer dizer que os Opalões estão queimando gasolina. O campeonato, o primeiro brasileiro da Stock só terminou em 80, levou tudo o grande Paulo de Mello Gomes.
    Caranguejo

    ResponderExcluir
  3. Só uma pergunta. Estas rodas, de robustez comprovada, têm diâmetro e tala certos para as rodas de linha, sem os exageros inúteis de hoje, assim tendem a ser mais leves que as originais. Ainda são fabricadas?

    ResponderExcluir
  4. Nanael,

    Certamente! Pode procurar que você vai encontrar gente séria fazendo réplicas de qualidade.

    A "Cruz de Malta" virou um clássico tanto pela sua beleza quanto pela sua utilização na Stock. Eu adoro essas rodas, apesar de estarem batidas de tanta utilização.

    Se não estou enganado, quem as fabricava na época era a Scorro mas depois várias fábricas passaram a produzi-la. Tem uma penca delas rodando por aí.

    Cuidado(!) com a "robustez comprovada" pois a mesma refere-se apenas às que foram fabricadas dentro dos padrões corretos. Eu já vi muita Cruz de Malta quebrada ou toda trincada nos furos, obviamente são rodas fabricadas com liga duvidosa e/ou fundição mal feita.

    Abração,
    F.

    ResponderExcluir
  5. Eu sei, conheço fundição e já vi muita diarréia com aspecto externo até aceitável. Ligas boas são caras e moldes bons são trabalhosos de se fazer.

    ResponderExcluir
  6. É Flávio,o nosso tão combalido automobilismo não é mais o mesmo.Teu comentári é mais que correto!!!

    ResponderExcluir

Faça seu comentário a respeito dessa postagem.